quarta-feira, abril 01, 2009

carne alma e coração

digo que vai Cor do texto
ô se vai
vamos todos
conseguir
encontrar
nem que tivermos que cavar
cavar

cavar
Tem espaço no mundo
há de haver
espaço no mundo
olha só o tamanho disso tudo
olha só o meu metro e sessenta vagando na imensidão eternidade
um esqueletinho
um mero esqueletinho se equilibrando sobre dois apoios nos seus precários metroesessenta
então
os de nós
de carne osso e coração
que fazem arte e aos que não
aos que aceitam o caos e se misturam com ele
e aos que navegam contra a maré
a todos esses que vagam esqueletinhos noite afora
vida adentro
carne alma e coração
buscando
buscando
buscando
eu lhes digo:
não será em vão

Um comentário:

Alguma aldeota disse...

As vezes tenho a sensação de que você exala poesia!